Um dia (Resenha)

Um Dia

David Nicholls

ISBN-13: 9788580570458
ISBN-10: 858057045X
Ano: 2011 / Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Intrínseca

Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.

Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.


Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Snopse: Skoob

Um dia. É romance moderno, tipo nada de romantismo, tipo príncipe encantado, com um cavalheiro, que manda flores, ou faz lindas declarações de amor. Dexter e Emma. São muito comuns. Acho que  muitos casais até podem se identificar, como essa história. Sabe quando você ouve uma música, e ela parece muito como sua vida? Assim pode ser também está história, para alguém.

A história, em si é boa. Emma e Dexter, passar a noite juntos depois festa  de  formatura dela. Foi uma noite boa, tipo casual. Nada de juras de amor. No dia seguinte, Emma e Dexter, tomam rumos diferentes, mas a amizade fica, eles se  correspondem por cartas, compartilham  as experiências vividas, são confidentes um do outro.

O que achei muito cansativo, foi as cartas, o dialogo é muito, trivial, meio boca suja.Na verdade, a maior parte do livro, é bem enfadonho, para mim faltou, um pouco de romantismo e delicadeza, com os detalhes, do cotidiano.

Imagens da resenha pertence a adaptação do livro para o cinema

Por ser um romance moderno, as minhas expectativas eram boas.  Eu não estava esperando um livro, no gênero do  Nicholas Sparks. Achei que seria um romance do tipo “O lado bom da vida” que é moderno, e muito bem humorado. Vale muito apena ler.

Emma é formada e busca se instabilizar, na vida. Aos vinte e seis anos já esta se sentindo velha e começa a ter medo de não encontrar a pessoa certa. Mas nada de muita depre. Dexter é apresentador de TV. Que tem lá seus minutos de fama. Mulheres, bebidas  e muita farra assim é a rotina de Dexter. Não quer  compromisso com nada  nem com ninguém. Ele só  obedece aos próprios  instintos.

O tempo passa para todos, e para Dexter e Emma. Também passou. Agora eles não são mais jovens, Dexter, já não tem mais fama e muito menos seus amigos de farra. Emma é uma escritora iniciante, que já começa fazendo  sucesso.

Depois de vinte anos de amizade, e de duas transas casuais. Mas que teve muito significado. E de tantas tentativas frustradas, de ambos, tentando ter uma vida a dois com outras pessoas Dexter e Emma. Tentam se darem  uma chance.

Imagens da resenha pertence a adaptação do livro para o cinema

A história de amor é muito bonita, nós faz refletir, sobre o medo que os jovens tem de assumir, um relacionamento serio. Acham que se comprometer com alguém é perder tempo. Que escolher uma pessoa é levar prejuízo, quando se tem tantas alternativas.Durante  o passar do tempo aprendemos que, existem muitas pessoas ao nosso redor, interessadas, no que temos. E que poucas pessoas estão ao   nosso redor pelo que somos.

Mas o tempo passa, o corpo muda e os sinais do tempo não perdoam ninguém. E o que importa é realmente ter alguém a quem amar. Apesar das rugas, da barriguinha, dos cabelos brancos.

Amar sempre vale a apena. E quem perde tempo  é aqueles que tem medo de amar. A vida é breve e temos que ser feliz sem medo.

Este livro não é um dos meus favoritos. Ele é extenso, porém não é intenso. Foi cansativo, na maior parte do tempo.  também a questão das datas. ficou um pouco confusa . Tudo é uma questão de gosto e de empatia pela forma que o escritor conduz a história.

Espero ter ajudado, bjs

Por Bia Oliveira

obs:  Imagens da resenha pertence a adaptação do livro para o cinema

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s